F1 – Toro Rosso espera que a Honda discuta penalidades de troca de motores

Toro Rosso

O chefe da equipe Toro Rosso, Franz Tost, considera inevitável que a Honda discuta as penalidades táticas de troca de motor durante a temporada de Fórmula 1 de 2018.

As equipes de F1 estão aguardando um tempo difícil na gestão da vida do motor em 2018, com novas regras que os limitam a apenas três unidades de potência (e duas MGU-Ks, baterias e controles eletrônicos) para a temporada de 21 corridas.

Embora as quatro fabricantes tenham trabalhado duro para se preparar para as novas alocações, Tost acredita que a queda de potência que vem quando um motor atinge o fim de sua vida, significa que poderia haver benefícios para usar uma nova unidade e incorrer em uma penalidade.

Ele espera discutir com a Honda se a penalidade de perder a ordem do grid seria compensada por ter mais potência disponível.

“Chegará o período em que devemos descobrir se é melhor largar com uma nova unidade de potência em vez de usar um motor que tenha 3000-4000 quilômetros, e você começa a perder potência após cem ou duzentos quilômetros “, disse ele a Autosport.

“Então, vamos ver. Mas posso dizer-lhe agora que teremos essa discussão. Eu não sei quando, mas nós a teremos”.

IB - www.autoracing.com.br

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.