F1 – Temporada difícil deixou McLaren e Honda mais unidas

Eric Boullier e Yasuhisa Arai

Eric Boullier e Yasuhisa Arai

Eric Boullier, diretor de corrida da McLaren, sente que as dificuldades enfrentadas pela equipe no começo do ano passado acabaram resultando na formação de um vínculo muito forte com sua parceira Honda.

“Naquele estágio, nós tivemos várias reuniões, avaliamos o programa inteiro e reforçamos imediatamente a partir de Jerez, e em particular do último teste em Barcelona, a cooperação entre McLaren e Honda”, declarou Boullier ao site Autosport.

“Estava escrito no contrato, mas nós deixamos claro imediatamente que ficaríamos bem mais unidos, e quando os testes terminaram, tivemos um segundo impulso para esta cooperação. Então, compreendemos que o plano para a temporada seria trabalharmos juntos, e basicamente foi o que aconteceu”.

“Graças àquela mudança, a cooperação entre as duas companhias foi reforçada, e no nível técnico e de engenharia, houve uma comunicação excelente e uma boa união a partir daquele ponto”.

Yasuhisa Arai, chefe de competição da Honda, alega que a marca japonesa teve tantos problemas porque entrou na categoria após uma ausência de sete anos. Isso também foi feito em um momento particularmente desafiador, logo depois da introdução de uma nova fórmula de motor.

“Nós não tínhamos experiência suficiente na F1 atual”, disse Arai. “Temos muita experiência de outras eras, mas após 2008, saímos e a tecnologia mudou dramaticamente. Não conseguimos nos recuperar. É um grande intervalo. A falta de experiência durante aqueles sete anos nos deixou em desvantagem”.

 

LS - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.