F1 – Symonds questiona gerenciamento de pneus da Mercedes

Pat Symonds

Pat Symonds, chefe técnico da Fórmula 1, diz que os problemas de longa data da Mercedes com o gerenciamento de pneus estão sendo expostos pelos níveis de desempenho mais próximos entre suas rivais, enquanto ele também questionou as recentes chamadas estratégicas da equipe.

O ex-chefe técnico da Renault e da Williams juntou-se à nova equipe de gerenciamento da F1 no final de 2017 para ajudar a intensificar o esforço de pesquisa da categoria em possíveis regras de 2021 para fornecer corridas mais próximas e maior paridade de equipes.

Em um comunicado da F1, Symonds deu sua primeira avaliação sobre as perspectivas de cada equipe após as três corridas de abertura e sente que a Mercedes está perdendo seu domínio na categoria em parte devido a um problema de longa data com a gestão de pneus que a equipe não conseguiu resolver – com a equipe se referindo a “traços de diva” do seu carro, com níveis de desempenho variados, dependendo dos problemas com pneus.

Symonds acredita que a Mercedes foi capaz de anular suas dificuldades com pneus devido a sua grande vantagem de potência no início da era híbrida V6, mas com a Ferrari e a Red Bull diminuindo a diferença para a fabricante alemã, sua fraqueza está aparecendo.

“Se olharmos para a história recente da Mercedes, uma coisa sobre a qual ela nunca se deu bem é o gerenciamento de pneus”, disse Symonds. “Nós vimos muito na era pré-híbrida quando ela não tinha a vantagem do motor que desfruta agora”.

“Se ela não usasse o pneu corretamente, não teria grandes corridas. Eu acho que as coisas foram mascaradas de 2014 a 2016, simplesmente porque ela tinha essa grande vantagem de potência”.

“Então, no ano passado, começamos a ouvir o carro sendo chamado de ‘diva’. Sobre o que é isso? Na minha opinião, a diferença de desempenho que você tem de um fim de semana para o outro não é realmente explicável em termos de aerodinâmica ou dinâmica de veículo ou qualquer coisa assim”.

“Com um pacote aerodinâmico/chassi, acertar sua configuração pode significar que você espera ganhar um décimo ou mais de sexta para a classificação de sábado. Mas quando você tem uma grande mudança, quando de repente você não é competitivo, tudo se reduz a pneus”.

Symonds ainda acredita que a Mercedes permanecerá forte neste ano, apesar de não ter vencido nenhuma das três corridas de abertura de 2017, seu período mais longo sem vitórias na era V6 Híbrido, mas seus problemas de pneus e recentes chamadas de estratégia “imperfeitas”, viu Lewis Hamilton perder a vitória no GP da Austrália depois de um bug de software – também está dificultando sua batalha.

IB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.