F1 – Smedley: Equipes devem “confiar” nos pilotos para a volta mais rápida

Rob Smedley

O consultor técnico da Fórmula 1, Rob Smedley, disse que as equipes devem estar mais dispostas a deixar seus pilotos se esforçarem para conseguir a volta mais rápida da corrida, agora que o ponto está disponível para isso.

Na corrida de abertura da temporada, Valtteri Bottas se tornou o primeiro piloto em 60 anos a marcar um ponto para definir a volta mais rápida após a reintrodução do bônus. No entanto, seu chefe na Mercedes, Toto Wolff, revelou que ele ordenou que seus pilotos não forçassem para definir a volta mais rápida no final da corrida.

Smedley, que antes era engenheiro de corridas na Williams e na Ferrari, disse que teria dito a Bottas para “apenas fazer” se ele estivesse administrando a corrida do piloto da Mercedes.

“Acho que tendemos a esquecer como esses caras são bons”, disse Smedley. “Pessoas como Valtteri não são novatas. Ele sabe o que está fazendo e sabe quando está no comando”.

“Ele não vai fazer a volta da sua vida no limite, se isso comprometer esses 25 pontos. Eles são muito profissionais para isso”.

“Quando você gerencia pilotos durante uma corrida, você precisa deixá-los operar em sua área de especialização. Você tem que confiar em sua habilidade. Se um piloto acha que pode fazê-lo, ele o fará”.

“Eu quase posso garantir que, se um piloto profissional não acha que está ligado, ele voltará e dirá que não é possível, e eles serão bem claros sobre isso. Mas se a possibilidade estiver lá, então eles irão absolutamente para isso”.

IB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.