F1 – Sirotkin espera que a Williams melhore em 2019

Sergey Sirotkin

Sergey Sirotkin diz que espera que a Williams melhore em 2019. O russo admite que ficou arrasado ao saber que ficaria de fora da lista de pilotos deste ano: a equipe estará alinhando com Robert Kubica e o campeão da F2 George Russell.

“É uma sensação bastante estranha”, disse Sirotkin, que ainda está no programa SMP Racing e disputará Le Mans este ano, ao jornal Izvestia. “Por um lado, as paixões diminuíram. Voltei para Moscou”.

“Por outro lado, é claro, foi um duro golpe para minhas ambições. Fiquei ofendido em deixar a Fórmula 1 depois de uma temporada tão difícil e o trabalho que fiz com o carro”, comentou.

Sirotkin, de 23 anos, diz que a F1 é “um ambiente que muda você não apenas como piloto, como engenheiro, mas também como pessoa”. “Pressão constante, atenção da imprensa, treinamento exaustivo. Tudo isso faz com que você estabeleça um objetivo muito maior”, explicou. “Eu posso dizer com confiança que minha vida foi dividida em antes e depois de quando fui piloto da Williams”.

Sirotkin diz que seu pai, Oleg Sirotkin, chefe do Instituto Nacional de Tecnologia de Aviação da Rússia, “está tão chateado quanto eu”. “Papai me deu apoio”, declarou ele. “Nós temos a mesma ideia de por que isso aconteceu, entendemos essa decisão”.

Quanto a se ele retornará à F1, Sirotkin respondeu: “Até agora não posso dizer nada sobre esse assunto. Vamos esperar um pouco”.

Ele também foi perguntado sobre o que ele achava das chances da Williams para 2019, dada a perda de Rob Smedley e a equipe ter terminado em último em 2018. “Este ano, as regras estão mudando, então você pode dizer que as chances das equipes estão empatadas”, acrescentou.

“Ninguém inicialmente terá uma vantagem adicional, o que torna possível melhorar em algumas áreas e ser competitivo”, prosseguiu Sirotkin. “Só quero desejar boa sorte à Williams. Passei um ano na equipe, investindo muito no desenvolvimento do carro, e espero que, apesar de algumas dificuldades internas, a equipe se desenvolva”.

“Não tenho certeza de que será tão vividamente visível a partir dos resultados”, afirmou Sirotkin, que ao mesmo tempo, espera que a Mercedes permaneça na frente, mas com a mudança na regulamentação, “será muito difícil para eles manter a liderança”.

“Acho que esta será a temporada mais difícil para a Mercedes nos últimos cinco anos”, concluiu.

EB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.