F1 – Senna poderia ter sido presidente do Brasil, diz Boutsen

Thierry Boutsen

Thierry Boutsen, ex-piloto de Fórmula 1, acredita que Ayrton Senna poderia ter se tornado presidente do Brasil.

Nesta semana, os mundos da F1 e do esporte em geral estão lembrando o 25º aniversário da morte do brasileiro em Imola 1994. Um dos melhores amigos de Senna no paddock era Boutsen.

“Eu tenho o capacete dele na minha mesa”, declarou o belga à emissora Sporza. “Eu o vejo todos os dias e penso nele todos os dias. Ele era meu amigo e padrinho do meu filho. Era da família”.

Boutsen admitiu que pensar no acidente de Imola ainda lhe provoca “muita dor”.

“Mas eu também me lembro dos momentos bonitos. Frequentemente, nós saíamos de férias juntos e éramos inseparáveis. Também voávamos pelo mundo para corridas ou testes. Ele era meu melhor amigo”.

Boutsen também disse que Senna era simplesmente o melhor.

“Ele era inteligente, rápido e podia vencer um GP com um carro inferior. Ele simplesmente tinha algo a mais do que os outros. Era o melhor. Ele também dava 100% de si em tudo o que fazia. No automobilismo sim, mas também na vida normal. Ele ainda tinha muitos planos para o futuro”.

Boutsen acredita que um desses planos era a política.

“Ele era um ídolo para muitas pessoas. Poderia facilmente ter sido presidente, tal era a sua grandeza. E seu mito persiste porque Senna era único e nunca haverá um novo Senna”.

 

LS - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.