F1 – São Paulo se oferece a pagar taxa pelo GP do Brasil

GP do Brasil

O estado de São Paulo está preparado para pagar uma “taxa” a fim de manter o GP do Brasil em Interlagos.

No começo de 2019, o futuro do evento se tornou incerto quando o controverso presidente Jair Bolsonaro disse que havia “99%” de chance de uma mudança para o Rio de Janeiro.

Acredita-se que um dos fatores favoráveis ao Rio é que, atualmente, os promotores do GP do Brasil não pagam uma taxa anual à Liberty Media.

Porém, João Doria, governador de São Paulo, declarou ao Gazzetta dello Sport: “No próximo contrato, haverá a taxa”.

Na prova do último fim de semana, Doria se reuniu com o promotor Tamas Rohonyi e Chase Carey, CEO da Fórmula 1. Ele disse que uma próxima reunião “decisiva” com Carey acontecerá no início de dezembro.

“Nós teremos uma reunião com a Liberty, Chase Carey, Tamas e representantes da prefeitura de São Paulo”, confirmou ele. “No que depender de nós, o estado e a prefeitura, a F1 pode continuar em Interlagos por mais 10 anos”.

Doria afirmou que parte do novo acordo será uma mudança do nome da corrida.

“Nós já temos uma proposta pronta: GP São Paulo do Brasil. Faz parte de uma estratégia de comunicação do governo de São Paulo visando atrair turistas internacionais. Nós estamos discutindo os detalhes finais com a Liberty”.

 

LS - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.