F1 – Sainz não sente pressão extra para 2019

Fernando Alonso e Carlos Sainz

Carlos Sainz Jr. será o único espanhol no grid na próxima temporada, com o piloto substituindo Fernando Alonso na McLaren; mas Sainz insistiu que ele não sente nenhuma pressão adicional.

Sainz admitiu antes que Alonso era seu ídolo de infância e seu desejo de correr na Fórmula 1 foi impulsionado pelo bicampeão mundial. Alonso se aposentou da F1 após o GP de Abu Dhabi, com suas tentativas de completar a Tríplice Coroa vencendo a Indy 500.

“Não há pressão extra nesse sentido, principalmente porque, como piloto, você nunca sente a multidão ou as expectativas de seu país de origem como pressão. Você acha positivo”, disse Sainz na sexta-feira à noite na Premiação de Gala da FIA.

“Para mim, o fato de que todo mundo vai assistir a Fórmula 1 no ano que vem na Espanha para me ver correndo é realmente uma grande coisa. É algo que eu espero ansiosamente”, prosseguiu.

“E quando você pula no carro, você não pensa nisso. Você só quer ganhar. Quero vencer um dia na Fórmula 1 e, como quero vencer, tudo se mistura, mas não me apliquem pressão porque o primeiro que quer vencer sou eu mesmo”, comentou ele.

Sainz também acredita que a F1 perderá um grande personagem como Alonso no futuro. “Acho que vamos sentir falta de Fernando”, afirmou Sainz. “Desejo a ele o melhor em todas as categorias em que ele estiver, e tenho certeza de que, onde quer que ele vá, ele vai se apresentar como se ele fosse um dos melhores pilotos do mundo”.

EB - www.autoracing.com.br

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.