F1 – Saída de Alonso deve provocar reflexão dos dirigentes, diz Sainz

Fernando Alonso e Carlos Sainz

Carlos Sainz diz que a saída iminente de Fernando Alonso da Fórmula 1 deveria provocar uma reflexão dos dirigentes e encorajá-los a tornar o campeonato mais competitivo.

O bicampeão mundial não estará no grid da F1 no próximo ano, e apesar de ter deixado a porta aberta para um retorno, ele também afirmou que está considerando sua saída uma “despedida” da categoria.

Alonso enfrentou um período difícil na F1 desde que retornou à McLaren quatro anos atrás, e com as vitórias e pódios fora de alcance, o espanhol frequentemente não conseguiu esconder sua frustração.

Falando antes do GP do México, Sainz disse que a saída de Alonso deveria provocar introspecção na F1, dando a entender que a decisão de seu compatriota foi motivada pelo fato de equipes como a McLaren não terem chance de enfrentar as três grandes – Mercedes, Red Bull e Ferrari.

“O fato de ele estar saindo é uma grande perda para a F1”, declarou Sainz. “Não ter um dos melhores pilotos, ou o melhor piloto, do automobilismo no momento no grid é uma perda enorme”.

“É algo para a F1 e todos considerarem – por que um dos melhores pilotos está saindo e por que não podemos ter um grid mais competitivo, onde muitos pilotos possam lutar por vitórias ou pódios”.

Quer concorrer a uma réplica do capacete do Ayrton Senna? Clique AQUI e palpite sobre quem vai vencer o GP do México de Formula 1 no próximo domingo!

 

LS - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.