F1 – Renault: V6 terá menos potência e câmbio de 8 marchas

Rob White

Com o sofisticado sistema de recuperação ERS complementando os motores V6 do próximo ano, a Fórmula 1 não deverá perder muita potência. Essa é a alegação de Rob White, chefe técnico da Renault.

“Os motores de hoje produzem cerca de 750 cavalos”, declarou White à Speed Week. “Na classificação, com o sistema de alta performance (ERS), vamos chegar muito perto desse valor (com o V6 turbo). Na corrida, com o consumo de combustível alterando o objetivo, será de 550 a 600 cavalos”.

Outra mudança para o próximo ano é a adoção de caixas de câmbio de oito marchas. Contudo, fãs e promotores estão preocupados com o som inferior das novas unidades de 1.6 litro. “A preocupação não tem fundamento”, insistiu White. “Os novos motores fazem barulho e o som faz justiça à Fórmula 1″.

White disse que as fornecedoras de motor da Fórmula 1 estão negociando a possibilidade de permitir um teste dos V6 nas semanas anteriores ao período usual de testes em fevereiro no próximo ano.

Finalmente, enquanto as equipes consideram o custo mais alto de compra de motores a partir de 2014, White explicou: “Nós esperamos conseguir equilibrar o custo contra o fato de que teremos regras estáveis por pelo menos sete anos”.

 

LS - www.autoracing.com.br

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que contenham ofensas não serão aprovados pelo moderador.