F1 – Renault quer fazer a Red Bull “se arrepender” da separação

Red Bull e Renault

A Renault espera fazer a Red Bull “se arrepender” de sua decisão de passar para os motores Honda na Fórmula 1.

A Red Bull vai encerrar sua associação de 12 anos com a Renault em 2019, e Cyril Abiteboul, diretor de gerenciamento da montadora francesa, disse que a melhor resposta de sua companhia seria bater sua ex-parceira.

“Faremos tudo o que pudermos para fazer com que eles se arrependam dessa decisão”, declarou Abiteboul ao site Autosport. “O que quero dizer com isso é simplesmente fazer o nosso melhor na pista com nossa própria equipe e nossas próprias cores”.

“Estou extremamente animado com as melhorias de performance que vêm pela frente, particularmente a ‘especificação C’ que vamos introduzir no final desta temporada. Neste ponto, não há razão para pensar que a Red Bull não a receberá, porém ainda precisamos confirmar os detalhes do plano de alocação dos motores”.

Abiteboul afirmou que a notícia desta terça-feira “não foi uma surpresa de modo algum”, pois ele já esperava a saída da Red Bull desde a troca de motores entre McLaren e Toro Rosso no final de 2017.

“No ano passado em Cingapura, nós anunciamos um conjunto abrangente de acordos com o grupo Red Bull e a McLaren”, acrescentou ele. “Isso incluiu um encerramento com a Toro Rosso no final de 2017 e com a Red Bull no final de 2018, apesar da Red Bull ter solicitado um pouco mais de espaço em relação ao tópico”.

“As coisas tomaram um rumo diferente quando a Red Bull solicitou uma oferta, pois havia um pouco de indecisão quanto ao caminho a ser seguido. Para nós, foi mais uma confirmação do que já estava no ar”.

 

LS - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.