F1 – Renault poderia trapacear com motor, se quisesse

Renault

O chefe da Renault, Cyril Abiteboul, pediu que os motores se tornem padronizados, a fim de eliminar todas as especulações de fraude na Fórmula 1. Abiteboul alega que os regulamentos atuais das unidades de potência são tão complexos que é quase impossível para a FIA policiar as equipes de maneira efetiva.

O francês disse que atualmente seria possível trapacear com os motores e que todas as equipes saberiam como fazê-lo. Embora Abiteboul não suspeite que alguém esteja fazendo isso, a possibilidade de que isso aconteça é o suficiente para ser um problema.

“Eu acho que, francamente, se quiséssemos trapacear com o motor atual, saberíamos como fazê-lo, e isso é um problema”, disse Abiteboul ao site Autosport. “Somos uma corporação muito grande e nunca faríamos uma coisa dessas, não podemos arcar com o risco de reputação”.

“Não estou dizendo que alguém esteja trapaceando, mas acho que seria bom se livrar de toda a especulação, fazendo alguma padronização local e direcionada, e apresentamos algumas propostas em relação a isso”, prosseguiu.

E Abiteboul sente que chegou a hora de discutir seriamente essas propostas para o bem do esporte. “Eu não quero criar um debate aqui, mas acho que precisamos pensar em como podemos ajudar a FIA, em relação à aplicabilidade dos regulamentos”, acrescentou.

“Eu realmente acredito que a complexidade do motor é tal que eu não gostaria de ter que policiar. Então, acho que precisamos descobrir isso”, explicou o francês.

“Eu realmente acredito que alguns elementos de padronização não são apenas úteis, mas absolutamente necessários, se quisermos manter alguma confiança entre todos os participantes”, concluiu ele.

Quer concorrer a uma réplica do capacete do Ayrton Senna? Clique AQUI e palpite sobre quem vai vencer o GP de Campo Grande da Stock Car!

EB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.