F1 – Renault devia ser muito melhor do que é

Nico Hulkenberg e Carlos Sainz

O chefe da Haas, Gunther Steiner, acredita que a Renault deveria ser “muito melhor” do que lutar com a jovem equipe americana nesta temporada.

Na semana passada, a Haas perdeu seu apelo contra a desclassificação de Romain Grosjean do GP da Itália, que foi deflagrada por um protesto da Renault, sua rival pelo quarto lugar no campeonato de construtores.

O resultado do GP italiano elevou a Haas brevemente acima da Renault, mas a desclassificação derrotou a equipe norte-americana, enquanto os fortes resultados da Renault nos Estados Unidos e no México colocaram a montadora francesa em posição de liderança – frente a Haas – com duas corridas pela frente.

Steiner já se referiu ao protesto da Renault como “uma coisa desesperada” e a tensão entre as duas equipes permanece, com a Haas agora 30 pontos atrás.

“Estamos em nossa terceira temporada, estamos em P5 estamos lutando com a Renault, que deveria ser muito melhor”, disse Steiner.

“Isso mostra o quão desesperados eles estão, porque eles são uma equipe de fábrica, eles têm cinco vezes mais pessoas e orçamento do que nós e eles estão lutando conosco.”

“Para nós é uma honra. Sabemos que a F1 é um lugar muito difícil de competir. Nem é tudo sobre corridas.”

“Nossa equipe está fazendo um bom trabalho e por isso estamos lutando pelo P4. Ficou muito difícil agora [terminar em P3], mas talvez milagres aconteçam.”

O P5 ainda representará o melhor resultado nas três temporadas da Haas na F1, tendo terminado em oitavo em 2016 e 2017.

Gunther Steiner

A Renault voltou à F1 ao mesmo tempo em que Haas entrou na F1 e foi superada pela Haas no primeiro ano, antes de terminar em P6 na última temporada.

Steiner disse que sua equipe não hesitaria em perder seu apelo, o que teria deixado Haas a apenas 20 pontos atrás.

“Da próxima vez, vamos nos certificar de que o que fazemos está na frente de tudo”, disse Steiner. “Nós seguimos em frente, não estamos mais pensando nisso. Está feito e vamos à luta novamente.”

A comunicação com a FIA desempenhou um papel fundamental na confusão que levou Haas a executar um projeto de assoalho ilegal.

Steiner disse que “está bem” com a forma como a FIA opera a esse respeito, mas disse que ainda pode ser melhorado.

“Você sempre pede clareza total, porque se você sempre tiver clareza completa, nosso problema não teria acontecido”, disse ele.

“Nunca é bom o suficiente, nada é bom o suficiente na minha opinião – eu não diria ‘Você é fantástica, FIA’, mas eu acho que eles tentam fazer um trabalho decente”, disse ele.

Grosjean e Kevin Magnussen tiveram altos picos este ano, mas a equipe também passou em branco em oito dos 19 GPs, incluindo as duas corridas anteriores.

“Eu preferiria ter um final de semana em que pudéssemos mostrar como somos bons, como foi na maior parte da temporada”, disse Steiner sobre suas esperanças para o GP do Brasil desta semana.

“Se pudermos entrar no Q3 e voltar para onde estávamos antes, ficaria feliz com isso.

Quer concorrer a uma réplica do capacete do Ayrton Senna? Clique AQUI e palpite sobre quem vai vencer o GP do Brasil de Formula 1 em 11 de novembro!

AS - www.autoracing.com.br

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.