F1 – Raikkonen se defende das críticas do presidente da Ferrari

Kimi Raikkonen

Kimi Raikkonen

Kimi Raikkonen diz que está fazendo o máximo possível para obter melhores resultados na Fórmula 1, na sequência de comentários do presidente da Ferrari, Sergio Marchionne, dizendo que ele estava “um pouco desacelerado”.

Marchionne disse aos repórteres no Red Bull Ring que Raikkonen precisava mostrar um “maior nível de compromisso”, tendo sido ofuscado pelo colega Sebastian Vettel até agora neste ano.

Perguntado sobre os comentários de Marchionne, o campeão mundial de 2007, que terminou em quinto lugar no GP da Áustria, insistiu que ele estava tentando o máximo possível para recuperar sua temporada. “Obviamente, eu quero ir bem”, disse Raikkonen.

“Minha equipe quer ir bem, e eu só posso fazer o melhor que posso. Não é como se eu não estivesse tentando. Infelizmente, não deu muito certo às vezes, mas isso faz parte do plano e continuamos empurrando e tenho certeza de que as coisas vão funcionar melhor”, completou ele.

O alemão venceu três corridas e lidera o campeonato com 171 pontos, enquanto Raikkonen está com 83 na quinta posição. O contrato de Raikkonen com a Ferrari expira no final da temporada, e os comentários de Marchionne mantêm pressão sobre ele.

“Eu acho que Kimi deve mostrar um maior nível de compromisso com o processo”, declarou Marchionne à Agência Reuters antes do início do GP da Áustria. “Há dias em que eu acho que ele está um pouco desacelerado, mas vamos ver”.

EB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.