F1 – Racing Point garante que não queria prejudicar a Renault

Renault e Racing Point

A Racing Point diz que descobriu que a Renault estava executando um sistema de gerenciamento de viés de freio ilegal depois que perguntaram à FIA se eles poderiam executar um dispositivo semelhante.

Ambas as Renaults foram desclassificadas da última corrida no Japão após a Racing Point ter protestado com sucesso contra os carros da equipe. O diretor da Racing Point, Otmar Szafnauer, disse à Sky que a sua equipe descobriu o sistema da Renault enquanto investigava como poderiam melhorar o seu próprio controlador de frenagem.

“Realmente aconteceu em Silverstone, onde tivemos um problema com o nosso próprio sistema de controle de frenagem”, disse ele. “O sistema falhou. Tivemos uma falha mecânica no interruptor. Foi depois de um Safety Car: o Sérgio avançou completamente com o viés de freio para manter os pneus dianteiros quentes, mas não conseguiu voltar atrás porque o interruptor falhou. Depois acabou por se chocar com o (Nico) Hulkenberg”.

“Então começamos a olhar para o que podíamos fazer para torná-lo mais robusto. E depois reparamos que a Renault especialmente tinha um sistema automático que queríamos usar, na verdade”, prosseguiu.

“Não queríamos protestar contra a Renault, só queríamos fazer o mesmo. Então escrevemos à FIA e eles disseram categoricamente que não podíamos fazer isso. Então esperávamos que, através do protesto, a FIA dissesse ‘sim, você também pode fazer isso’. Mas não funcionou dessa maneira”, concluiu.

Clique AQUI para apostar no GP do México

EB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.