F1 – Previsão de queda nos tempos de volta em 2018

Compostos dos pneus da Fórmula 1

Mario Isola, da Pirelli, previu que os tempos médios de volta continuarão a cair em 2018 devido à combinação de carros mais desenvolvidos e compostos de pneus mais macios.

Os novos regulamentos aerodinâmicos introduzidos para a temporada de 2017 viram uma enorme queda de cinco segundos em tempos de volta, já que os pilotos conseguiram muito mais velocidade nas curvas.

E agora Isola espera uma queda substancial em 2018, que verá recordes de pista sendo quebrados mais uma vez.

“O hiper macio em Abu Dhabi foi um segundo mais rápido que o ultra macio por isso é um composto bastante extremo”, disse Isola na Autosport International.

“Eu não gosto de chamar isso de composto de classificação, pois foi desenvolvido para ser usado também em alguns circuitos de rua ou circuitos de baixo desgaste. Eu gostaria de ver o hiper macio em algumas corridas este ano, Mônaco é provavelmente a corrida onde vamos usá-lo pela primeira vez”.

“Em termos de tempos de volta, seremos mais rápidos este ano, porque devemos considerar o desenvolvimento do carro que provavelmente é aproximadamente um segundo por volta como uma média”.

“Além do fato de que, especialmente no início da temporada, estamos planejando usar compostos mais macios [em comparação com 2017], então, na minha expectativa, devemos ser mais rápidos em relação ao ano passado em 1,5 segundo por volta em média. É muito, é outro grande passo”.

IB - www.autoracing.com.br

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que contenham ofensas não serão aprovados pelo moderador.