F1 precisa “redescobrir seu DNA”, diz Abiteboul

Cyril Abiteboul

A Fórmula 1 precisa redescobrir seu “DNA”, de acordo com Cyril Abiteboul, chefe da Renault.

Enquanto a popularidade da Fórmula E e do Campeonato Mundial de Endurance aumentou nos últimos anos, o francês diz que a mensagem central da F1 se tornou confusa.

“Não podemos misturar tudo”, declarou Abiteboul à Speed Week. “A vida do motor, a durabilidade dos pneus, a quantidade de combustível, para mim isso não faz parte do DNA da F1”.

“A confiabilidade sempre foi o ponto principal de Le Mans, mas a F1 sempre deveria ter corridas de sprint da largada à bandeirada”.

No entanto, a Liberty Media está aberta a alterações enquanto considera uma grande reformulação para 2021. E as regras aerodinâmicas mudarão em 2019 a fim de ajudar nas ultrapassagens.

“Nós cuidamos da aerodinâmica para 2019, mas problemas importantes permaneceram intocados”, afirmou Abiteboul. “Não falamos sobre os pneus. Entendo que, com uma degradação visada, a prova deveria ser empolgante, mas o que significa isso se os pilotos têm de poupar combustível?”

“Na minha visão, a F1 deve ser clara sobre o que representa para os fãs. Com a tecnologia híbrida, nós respiramos um ar moderno, mas eu não compreendo qual é a mensagem real. Temos um ótimo ditado que, na minha opinião, se aplica à F1 – você nunca deveria consertar algo que não está quebrado”.

 

LS - www.autoracing.com.br

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.