F1 – Pirelli insatisfeita por não poder usar carro atual nos testes

A janela operacional notavelmente estreita dos pneus Pirelli deste ano poderia ter sido evitada com a ajuda das equipes da Fórmula 1.

Essa é a alegação do chefe de competição da marca, Paul Hembery, que disse que a fornecedora oficial da categoria não previu todas as características do pneu de 2012.

“Os mesmos pneus usados em um carro de 2010 não possuem o mesmo nível de desafio”, declarou o britânico.

Até o ano passado, a Pirelli estava desenvolvendo seus pneus de Fórmula 1 com o carro de 2009 da Toyota, atualizado para simular as mudanças no regulamento. Agora, a marca vem trabalhando com o Renault de 2010.

Porém, Hembery disse que o “equilíbrio aerodinâmico de um carro de 2010 é fundamentalmente diferente quando comparado aos monopostos deste ano. “Isso é importante, porque muda a energia que vai para o pneu e a temperatura relativa da frente para a traseira”, explicou ele.

Ao ser questionado se a Pirelli havia previsto as características do pneu de 2012, Hembery revelou: “Não, porque não pudemos vê-las no carro de 2010”.

Então, quando lhe perguntaram se a marca vai seguir em frente com seu programa de testes com o carro da Renault, ele respondeu: “É o único que podemos testar. É claro que não gostamos de testar um carro de dois anos, mas até mesmo chegar a isso foi uma grande batalha”.

Hembery explicou que a Pirelli precisaria da concordância das equipes para testar um carro especificação 2012, “e elas não irão concordar”.

“Levou 18 meses para que chegassem a um consenso da última vez, e tivemos de trabalhar com um carro de 2010. Eu nem sequer posso ter um carro do ano passado, infelizmente. Os carros mudam bastante de um ano para outro, e em termos dos compostos, estamos falando de parâmetros muito precisos”.

 

LS - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.