F1 – Negociações para manter GP da Espanha não foram fáceis

GP da Espanha

O chefe do circuito de Barcelona, Joan Fontsere, diz que manter o GP de Espanha vivo não foi fácil.

O local só garantiu um novo contrato de um ano para 2020 depois de as equipes de F1 terem concordado em fazer 22 corridas, algo sem precedentes, no próximo ano. “Não foi fácil”, disse Fontsere ao Marcador Competicion.

“Havia a limitação de 21 corridas, mas sabíamos que era intenção da Liberty Media aumentar o calendário. Isto nos deu o ímpeto de acreditar que era possível receber esta extensão”, acrescentou. “Fomos a partir daí”.

Mas Fonstere disse que os esforços de Barcelona não foram ajudados pelo intenso interesse da imprensa na morte do GP de Espanha. “Alguns meios de comunicação não disseram que era difícil para nós, disseram que Barcelona não estaria no calendário”, lembrou Fonstere.

“Obviamente, este tipo de barulho exterior não nos ajuda nas negociações”, concluiu ele.

EB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.