F1 – Mick admite que é “difícil” ser filho de Schumacher

Mick Schumacher

Mick Schumacher admitiu que às vezes é “difícil” ser filho do piloto de Fórmula 1 mais bem sucedido de todos os tempos.

Atual campeão da Fórmula 3 Europeia, Schumacher correrá na Fórmula 2 em 2019, e recentemente também assinou um contrato com o programa de desenvolvimento de pilotos da Ferrari.

Alguns acreditam que Schumacher teve seu caminho facilitado porque seu pai Michael venceu sete campeonatos mundiais e correu por Ferrari e Mercedes. Por outro lado, o nome Schumacher pode ser visto como um fardo, particularmente em meio ao grande sigilo a respeito do estado físico do alemão de 50 anos.

“Fico feliz por ser filho do maior piloto de F1 de todos os tempos”, declarou Mick à revista Auto da FIA. “Eu o admiro por isso. E apesar de ser um pouco difícil às vezes, assim são coisas. Há lados positivos e negativos”.

Entretanto, Schumacher ainda não fez uma única corrida na F2 e o mundo da F1 já está aguardando sua entrada na categoria em 2020.

“Novamente, todos precisam descobrir sozinhos o que é melhor para si”, disse o alemão. “Nós sempre deixamos claro que queríamos ter calma para que eu me desenvolvesse como piloto da melhor maneira possível, e acertamos ao fazer as coisas assim”.

Finalmente, Schumacher comentou as preocupações em relação à sua melhoria de forma repentina no meio de 2018.

“Eu vejo pelas reações das pessoas que é difícil compreender e também explicar, mas realmente acredito que foi resultado de muito trabalho duro”, insistiu ele.

 

LS - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.