F1 – Mercedes tem sua maior atualização de 2018 até agora

Mercedes

A Mercedes apresentou a maior atualização da temporada até agora para seu carro de Fórmula 1 no GP da Áustria, enquanto tenta abrir vantagem sobre Ferrari e Red Bull.

Apenas uma semana depois da introdução do motor atualizado na França, um pacote de alterações no W09 – incluindo nas laterais e na asa traseira – prova o desenvolvimento agressivo da Mercedes neste ponto da temporada.

Tendo optado por um layout mais convencional das laterais ao invés de conceito introduzido pela Ferrari em 2017 que foi copiado por várias outras equipes, a Mercedes se trancou nesse caminho por toda a temporada.

Porém, com um plano de mudança bem pensado, foram feitos ajustes nessa área para favorecer as exigências aerodinâmicas do carro e ajudar o motor a operar em seu potencial máximo.

A atualização das laterais consiste de várias alterações, todas elas centradas em diminuir o tamanho da entrada de ar e visando melhorar a consistência do fluxo para a parte traseira do carro.

Na parte superior da carenagem lateral e ligada a uma lâmina que passa por cima de seu bordo principal, um novo direcionador de fluxo pode ser visto (flecha vermelha).

O objetivo não é apenas mudar a direção do fluxo de ar, mas também fechar a proteção de impacto lateral que poderia se projetar para fora da carenagem sem isso.

A atualização do W09 vai além das laterais, com uma nova haste externa instalada nos retrovisores que já haviam sido ampliados antes do GP da França.

No entanto, a haste claramente possui um propósito aerodinâmico, já que sua superfície é torcida na base a fim de encorajar o fluxo de ar em uma certa direção.

Na traseira do carro, a equipe de Brackley buscou inspiração na McLaren, que utilizou minúcias no texto do regulamento para adicionar “barbatanas” em uma área de caixa que deveria criar a transição entre a seção superior mais larga para a parte inferior mais estreita da asa.

As mudanças agressivas na Áustria contrastam com uma alteração relativamente pequena que foi feita em uma aleta no duto de freio dianteiro no GP da França.

O elemento único usual foi substituído por uma configuração de elementos duplos.

O papel dessas aletas é melhorar a direção e a qualidade do fluxo do ar distribuído pela asa dianteira que passa pelos dutos de freio e elementos da suspensão.

Isso reduz a turbulência criada pelo pneu e tem um efeito de performance direto sobre as superfícies aerodinâmicas abaixo.

 

LS - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.