F1 – Mercedes: Russell está melhor na Williams agora

George Russell

Toto Wolff afastou George Russell da briga pelo lugar ao lado de Lewis Hamilton na Mercedes no próximo ano. Anteriormente, o chefe de equipe já tinha admitido que Valtteri Bottas e Esteban Ocon estavam na competição pelo cockpit de 2020.

Ele diz que para Russell é melhor passar mais um ano na Williams. “Ele veio para a Fórmula 1 muito jovem e queremos dar-lhe a oportunidade de aprender num ambiente onde possa cometer um erro. Como Max Verstappen fez na Toro Rosso”, explicou Wolff.

Wolff diz que é possível que a Mercedes “queime” a carreira altamente promissora de Russell se tiver que enfrentar a pressão de ser colega de equipe de Hamilton demasiado cedo. “Ele pode aprender mais com a Williams do que conosco,” disse ele.

Russell finalmente tirou a Williams de trás do grid com uma classificação impressionante na Hungria. O companheiro de equipe Robert Kubica continua fora do ritmo e em último, apesar das recentes melhorias no carro.

“Há fins de semana em que estou mais perto do George, mas depois ele está muito longe de mim outra vez”, afirmou o polonês. “A inconsistência com meu carro é enorme, e ninguém pode me explicar”.

No entanto, o antigo piloto de F1, JJ Lehto, diz que a classificação de Russell no sábado mostra que a Williams está finalmente fazendo progressos. “Parecia um carro de F1 pela primeira vez”, declarou ao jornal Iltalehti. “No entanto, a diferença entre Russell e Kubica é ainda maior”.

EB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.