F1 – Mercedes: Mudança na asa dianteira após o pedido da FIA teve impacto

Asa dianteira da Mercedes

Toto Wolff diz que as mudanças que a Mercedes teve que fazer em sua nova asa dianteira antes do treino para o GP da China da Fórmula 1 tiveram um impacto aerodinâmico em seu carro.

A Mercedes trouxe uma asa dianteira modificada para Xangai, com uma placa final de corte diferente para produzir uma borda de fuga curva.

O objetivo disto foi ajudar a abrir o espaço entre a asa e o pneu dianteiro para ajudar a melhorar o efeito de outwash.

Mas, após discussões com a FIA, e uma inspeção física do chefe de assuntos técnicos de monopostos Nikolas Tombazis, a Mercedes foi solicitada a fazer mudanças na asa para garantir que ela cumprisse as regras.

A FIA acreditava que o projeto – que deixava a extremidade traseira das aletas da asa dianteira exposta – estava em violação das regras que proíbem elementos de ficar do lado de fora do final da placa.

Mercedes corrigiu as bordas das asas e as completou com plástico de bordas arredondadas.

Esta foi a única modificação que a equipe teve que fazer, já que a própria placa final não precisou de nenhuma mudança.

A regra contra a qual a Mercedes foi contra é a de garantir que peças afiadas, como elementos de asa, não estejam em áreas que poderiam causar furos de pneus em caso de contato com outro carro.

IB - www.autoracing.com.br

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.