F1 – Mercedes deve decidir sobre ordens de equipe esta semana

Nico Rosberg e Lewis Hamilton

Nico Rosberg e Lewis Hamilton

A Mercedes vai decidir nos próximos dois dias como proceder na sequência da mais recente colisão entre Lewis Hamilton e Nico Rosberg.

Toto Wolff deixou a Áustria declarando que as ordens de equipe estariam de volta à mesa nas conversas a serem feitas antes do GP da Inglaterra neste fim de semana.

Mas The Telegraph relatou que as opções mais radicais, como a possibilidade de grandes penalidades financeiras ou mesmo suspensões de corrida, também podem estar sob consideração pela equipe.

Hamilton disse que espera que as ordens de equipe não sejam implementadas porque tiraria dele a “alegria” de correr e “enganariam” os fãs.

Mas mesmo Niki Lauda, que sempre argumentou contra a imposição de ordens de equipe, admitiu que a equipe alemã tenha uma decisão difícil de fazer.

“Montamos regras claras após o acidente em Spa (em 2014), mas agora aconteceu de novo em Barcelona e na Áustria. Por isso, não funciona mais”, ele disse ao jornal Bild.

A nova opinião de Lauda pode ter sido feita pela possibilidade da concorrência tirar a diferença, com o austríaco avisando que a Ferrari continua a se aproximar da Mercedes.

“A Ferrari está lá, não há dúvida”, disse ele à emissora alemã RTL.

O Corriere dello Sport disse que os eventos no Red Bull Ring mostraram que o problema na Mercedes é “a absoluta falta de respeito mútuo entre os dois pilotos”.

Christian Horner, da Red Bull acha que a dupla pode até ser “insustentável”, mas também pensa que ordens de equipe seria errado.

“Eu acho que a vantagem dela sobre as outras é suficientemente grande e uma rivalidade como essa também é boa para a categoria”, disse o britânico.

IB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.