F1 – McLaren nunca considerou construir seus próprios motores

McLaren, Ferrari e Red Bull

A McLaren não considerou a possibilidade de construir seu próprio motor de Fórmula 1 quando decidiu encerrar seu contrato com a Renault e fechar com a Mercedes para 2021.

Zak Brown, CEO da McLaren, disse que a posição da Mercedes como o motor referência ao longo de toda a era do V6 turbo híbrido, apesar da Ferrari estar liderando agora, faz parte do apelo para a McLaren.

Ele também afirmou que a Ferrari seria “um claro conflito de marca” com a divisão de carros de rua da McLaren, enquanto a Mercedes sente que sua própria divisão GT não representa um problema nesse aspecto.

Ao ser questionado pelo site Autosport se a McLaren havia considerado a Ferrari, que superou a Mercedes na área dos motores, ou construir sua própria unidade, Brown respondeu: “Na F1, você precisa olhar um período de tempo mais longo ao invés de algumas corridas”.

“Obviamente, o motor Ferrari parece extremamente forte no momento, mas se você olhar o comprometimento da Mercedes-Benz e como eles têm se saído como construtores e também equipe de corrida, é um ótimo parâmetro”.

“Nós não consideramos a Ferrari. Também acho que é um claro conflito de marca com nosso negócio de carros de rua da McLaren. Quando a construir motores, não é algo que faça sentido fiscalmente para nós”.

“Eu creio que você precisa ser uma fabricante significativamente maior que possa justificar a exposição que isso cria para um maior número de vendas de carros. Faz sentido para Mercedes, Renault e Honda, mas não para a McLaren com o volume de carros que vendemos”.

 

LS - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.