F1 – McLaren enfrenta dilema

McLaren e Renault

O forte desempenho da Renault no GP da Itália impediu a McLaren de tentar se concentrar em 2020.

A fabricante francesa marcou 25 pontos a mais que seus clientes e rivais de Woking nas duas últimas corridas, reduzindo a diferença para apenas 18 pontos na luta pelo P4 na classificação dos Construtores.

E falando na Bélgica, o piloto Carlos Sainz havia alertado que qualquer escorregão poderia custar caro na tentativa de terminar como o ‘melhor do resto’ atrás das três principais equipes.

“Acho que o segundo pelotão está tão apertado que, se você perder o foco neste ano, poderá rapidamente ser pressionado no final do ano e com essa pressão extra, nunca saberá o que pode acontecer na F1″, afirmou.

“Como o carro do próximo ano é uma evolução deste ano, qualquer coisa que você possa aprender este ano tentando evoluir, você também melhorará o carro do próximo ano.”

“Estou 100% convencido de que precisamos continuar trabalhando este ano, especialmente porque nossa margem é super pequena em termos de ritmo, não tanto em termos de pontos. Precisamos continuar trabalhando duro este ano. ”

No entanto, depois de Monza, o chefe da equipe, Andreas Seidl, está sugerindo que 2020 continua sendo sua prioridade.

“É claro que queremos lutar por este P4 o máximo possível, mas ao mesmo tempo para mim, é muito mais importante dar o próximo passo com o carro do próximo ano”, afirmou.

“Portanto, não quero comprometer o próximo ano repentinamente mudando o foco para este ano novamente.”

“Temos um plano para o que queremos fazer este ano, temos um plano para como nos aproximamos no próximo ano, e é assim que nos aproximamos.”

“Planejamos trazer peças – não grandes atualizações, mas apenas pequenas coisas continuamente – para as próximas duas ou três corridas, pelo menos.”

“Só precisamos ver quando trocamos totalmente o foco de desenvolvimento para o carro do próximo ano. Ainda é algo que está aberto.”

AS - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.