F1 – McLaren defende decisão de romper com a Honda

McLaren

Zak Brown, CEO da McLaren, ainda está certo de que a decisão de romper com a Honda foi correta, apesar da Red Bull afirmar que eles serão candidatos ao título na próxima temporada. Enquanto isso, a McLaren olha para 2019 com otimismo e insiste que o principal desafio é conseguir “um carro de corrida melhor na pista”.

“A Honda, claro, continua se desenvolvendo e fazendo um excelente trabalho. Isso não nos surpreende. Fico feliz que eles ainda estejam no esporte porque eu acho que isso é algo que estava sendo discutido internamente”, disse Brown em uma entrevista ao site Crash.net.

“A Renault terminou a temporada com quatro ou cinco pódios, vencendo algumas corridas, então estamos confiantes de que tomamos a decisão certa para o nosso futuro a longo prazo. Conseguir um melhor carro de corrida na pista é o desafio que temos pela frente”, explicou.

Esperava-se que a McLaren mudasse sua sorte em 2018, mas não era para ser. Um problema fundamental no chassi do carro impediu qualquer chance de recuperação e exigiu uma reforma completa.

Brown continua falando sobre o plano de cinco anos proposto para colocar a McLaren de volta ao primeiro degrau do pódio. Ele continua desesperado para que a Liberty Media introduza o teto orçamentário proposto para criar condições equitativas.

“Acredito que é fundamental que a Liberty faça as alterações no esporte que discutimos anteriormente, porque, agora, a maneira como o esporte está indo é difícil para mais de duas ou três equipes competirem pelo campeonato”, comentou Brown.

“Acho que há coisas que estão fora de nosso controle, mas esperamos que possamos influenciar essa necessidade de mudar para que várias equipes consigam vencer corridas e disputar o campeonato. Nós traçamos uma jornada e investimento, um caminho para a recuperação que nos leva de volta à frente do grid nessa linha de tempo”, concluiu.

EB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.