F1 – Masi descarta mudanças precipitadas na segurança

Michael Masi

A Fórmula 1 não terá nenhuma reação precipitada após os incidentes sérios vistos nos dois últimos GPs.

Em Spa, Anthoine Hubert morreu na corrida de sábado da Fórmula 2 quando foi atingido por Juan Manuel Correa, que continua em coma com ferimentos graves.

Agora, o circuito belga está considerando a possibilidade de recolocar uma área de escape de brita no topo da Eau Rouge.

Uma semana depois de Spa, Alex Peroni fraturou uma vértebra em um acidente assustador na Fórmula 3 em Monza, provocado por uma zebra “salsicha” que lançou o carro.

A zebra foi rapidamente removida, e foi relatado que Monza agora vai seguir o exemplo de Spa e considerar o retorno da brita na Parabolica.

A próxima etapa da F1 é em Cingapura, mas Michael Masi, diretor de prova, garante que não haverá reações precipitadas.

“Todos esses circuitos foram aprovados pela FIA com uma licença de Grau 1”, disse ele. “Há inspeções e todas as medidas de segurança são checadas de acordo com critérios rígidos. Após incidentes assim, seria ingênuo acreditar que poderia haver uma medida imediata para cobrir tudo. As coisas precisam ser analisadas em detalhes primeiro”.

 

LS - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.