F1 – Magnussen e Perez divergem sobre incidente em Cingapura

Racing Point

O piloto da Haas F1, Kevin Magnussen, acredita que o piloto da Racing Point, Sergio Perez, sabe que estava errado após o incidente durante a segunda sessão de treinos, que viu o mexicano fechar o dinamarquês contra a parede em Cingapura.

Magnussen e Perez estavam se preparando para uma volta rápida, com este último numa posição ligeiramente afastada, já que ambos saíram da última chicane. O piloto da Haas fez uma tentativa de contornar Perez devido à sua pilotagem lenta, mas o mexicano “fechou a porta”, empurrando Magnussen para a parede.

O piloto da SportPesa Racing Point foi advertido depois de ambos terem sido convocados pelos comissários, onde ambos falaram com Magnussen não querendo fazer “um grande alarido” sobre a situação.

“Falamos com os comissários”, disse Magnussen. “Falamos um pouco mais tarde porque uma coisa é o que ele disse aos comissários e outra é o que penso ser a verdade.
Não quero fazer muito barulho e não vou apelar muito aos comissários para uma penalização por algo que aconteceu nos treinos e que não teve consequências reais”.

“Acelerei e quando eu estava ao lado dele ele fechou a porta e eu bati na parede. Não sei qual era a sua perspectiva, não sei se ele se desligou por acidente porque estava focado em outra coisa ou em qualquer outra coisa. Mas ele saiu da linha. Eu só fiquei na linha, fui começar a volta e fui empurrado para a parede”, comentou.

Há um acordo de cavalheiros na Fórmula 1 que alguns sugeriram que Magnussen quebrou, mas ele insiste que não teria feita a manobra se Perez não tivesse ficado tão lento. “Você não ataca o cara na frente. Mas ele sai da linha, e você vai”, acrescentou Magnussen. “Você não vai perguntar, ‘tem certeza?’ Você vai”.

Perez declarou: “Basicamente, não há uma regra definida, mas há um acordo de cavalheiros. Todo mundo está abrindo suas voltas. Eu tinha, penso eu, uma das Mercedes à frente, e não esperava que ele (Magnussen) tentasse ir lá”.

Perguntado se ele discutiria isso com Magnussen, Perez afirmou: “Sim, definitivamente. Alguns pilotos seguem o acordo de cavalheiros e outros não. Acho que é algo que temos que descobrir, se temos que implementar uma regra ou não. Não é bom ver isso”.

EB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.