F1 – Karun Chandhok: Max no rádio parece ter 40 anos

Max Verstappen com seu engenheiro Gianpiero Lambiase

Max Verstappen amadureceu nas últimas temporadas e não é mais o talento cru que ele era quando o vimos pela primeira vez na Formula 1.

Essa é a visão de muitos no paddock e também do ex-piloto de F1 Karun Chandhok, que ficou impressionado com a forma como o piloto da Red Bull se comportou na troca de informações com seu engenheiro pelo rádio no GP do Brasil.

“É um circuito difícil, com apenas oito curvas reais, mas com muitas mudanças de direção e curvas com zebras difíceis que afetam o carro. É por isso que os pilotos precisam ser extremamente seguros para conseguir a volta ideal para tirar o tempo máximo do carro”, disse Chandhok em sua coluna na Sky Sports F1.

“Max realmente nunca teve falta de confiança e sua atitude extremamente competitiva ficou visível desde a primeira sessão de treinos. Ele estava no topo dos tempos em todos os segmentos da classificação, o que foi impressionante de se ver. O fato de seu Q2 o tempo foi o mais rápido do dia, mostra o quão perto ele estava de tirar o máximo proveito do desempenho.”

“Sua clareza em pensar quando se trata de tomar decisões faz com que ele pareça ter 40 anos. A dinâmica e o relacionamento que ele construiu com seu engenheiro Gianpiero Lambiase são cruciais para o sucesso deles no circuito”.

Verstappen teve uma temporada sólida e espera lutar pelo primeiro degrau do pódio em 2020 e nos próximos anos.

Clique AQUI para apostar no GP de Abu Dhabi

AS - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.