F1 – Jorda admite que teste na Lotus foi adiado

Carmen Jorda

Carmen Jorda admitiu que seu “sonho” de pilotar um carro de Fórmula 1 foi adiado por enquanto.

Em meio a alguma controvérsia em relação às suas credenciais, a espanhola foi contratada neste ano pela Lotus como pilota de desenvolvimento e vem comparecendo a todas as corridas com a equipe de Enstone.

Esperava-se que Jorda fosse testar o carro preto e dourado neste ano, mas a Lotus começou a enfrentar problemas financeiros e agora está prestes a ser comprada pela Renault.

Quando lhe pediram para avaliar seu ano de 2015 até agora, ela declarou ao jornal esportivo espanhol Marca: “É minha primeira temporada e estou feliz com meu progresso”.

“Porém, meu sonho de testar o carro não se realizou por causa de alguns problemas com a equipe. Mas sei que minha hora chegará, portanto estou focada no trabalho no simulador e na preparação física”, disse Jorda.

Ela admitiu que não pilotar é um revés, mas está feliz por representar todas as pilotas do mundo que sonham com uma carreira na principal categoria do automobilismo.

“Estou satisfeita, porque não é só você chegar e acabou. Tudo é um processo com altos e baixos, como agora em meio aos problemas da equipe que não me permitiram fazer o que estava planejado”.

Ao ser questionada sobre o progresso da compra da Renault, Jorda respondeu: “Estou bastante focada em meu trabalho, que faço todos os dias com os engenheiros. Também sei que nosso gerenciamento fará seu melhor pela equipe, mas a compra deverá acontecer”.

“No fim, uma equipe de Fórmula 1 é um negócio, e se a companhia tem problemas financeiros, é claro que isso afeta a todos. Mesmo assim, ambos os pilotos pontuaram no Japão, mostrando que temos uma equipe técnica muito boa apesar das dificuldades”.

Quando lhe perguntaram onde se vê em cinco anos, Jorda disse: “Meu único foco é testar o carro em seis meses ou um ano. É a única coisa em minha mente”.

 

LS - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.