F1 – Internautas preferem McLaren-Honda

Yusuke Hasegawa e Eric Boullier

Yusuke Hasegawa e Eric Boullier

Por: Adauto Silva

O Autoracing estava com uma enquete no ar até poucos minutos atrás onde perguntava o que a McLaren deveria fazer em relação ao motor que está utilizando desde 2015 sem sucesso.

A equipe – outrora uma desafiante habitué ao título – desde 2015, quando começou a usar o motor Honda, luta no pelotão de trás da F1.

É verdade que em 2014 ainda com o motor Mercedes, a equipe não fez nada demais e acabou aquela temporada numa “humilde” 5ª colocação. Muita gente diz que a equipe não deu “muita importância” ao campeonato de 2014 – o que evidentemente é uma bobagem – porque já estava pensando no carro novo de 2015 com o motor Honda.

Ora, e em 2013 eles estavam pensando em qual carro? Claro que era no carro de 2014, porque inclusive  era a estreia de um novo regulamento! Qual equipe da F1 pode se dar ao luxo de desprestigiar qualquer temporada da F1 e acabar com um prêmio em dinheiro terrivelmente menor do que poderia, caso tivesse prestigiado? Nenhuma, nem as mais ricas. Todas elas estão lá para ganhar dinheiro e eventualmente vencer campeonatos quando possível.

A Formula 1, assim como qualquer outro esporte altamente profissional, é um grande negócio, tão grande que equipes vão a falência todos os anos, tamanha é a competitividade e a dificuldade em se manter no topo do automobilismo mundial.

A McLaren tomou uma série de decisões totalmente equivocadas que a levaram a essa situação atual ridícula, onde seu próprio chefe de equipe duvida que seus carros conseguirão terminar a primeira corrida do ano, que será no final da próxima semana em Melbourne, Austrália. Pior, esse mesmo chefe de equipe disse no mesmo dia que se eles tivessem o motor Mercedes – que tinham até 2014 – correriam nessa temporada pelo título!

Relembre a enquete:

O que a McLaren devia fazer?
Ficar com a Honda (33%)
Trocar para Mercedes já (24%)
Motor próprio em 2018 (21%)
Trocar para Mercedes em 2018 (11%)
Trocar para Renault já (7%)
Trocar para Renault em 2018 (3%)

Total de votos: 3.742

Os internautas votaram em “ficar com a Honda”, que evidentemente é a resposta certa para este ano, uma vez que a equipe precisaria fazer outro carro – em tempo absolutamente recorde – para colocar outro motor, se quisesse mudar agora. Isso sem falar na multa gigantesca que teriam que pagar para a Honda…

Mas, e para 2018? A resposta certa é “mudar para a Mercedes”, uma vez que não há qualquer garantia que a Honda finalmente vai acertar e fazer um motor campeão no ano que vem. Inclusive existe uma clausula de saída no contrato da McLaren com a Honda no final desta temporada. E é lógico que a McLaren vai ativar essa clausula, caso os japoneses não operem algum milagre de agora até agosto ou setembro.

“Mas Adauto, correr com motor de equipe-cliente não é uma fria,” me perguntaram nos comentários, no Facebook, no Twitter e por e-mail.

A resposta é: Depende. Existe uma coisa da qual os brasileiros são muito pouco afeitos chamada “contrato”. No primeiro mundo contrato é lei e não apenas um pedaço de papel onde escreve-se qualquer porcaria e depois a justiça interpreta do jeito que quiser, uma vez pra lá, outra pra cá, dependendo do humor e das convicções do juiz de plantão.

Não, no primeiro mundo, caso alguma das partes desrespeite alguma clausula do contrato, multas milionárias, publicidade da problema e às vezes até cadeia estão previstos, fora as clausulas de saída, como essa que a McLaren tem com a Honda no final desse ano.

Portanto, se a McLaren quiser voltar a ter o motor Mercedes igualzinho ao da equipe de fábrica – como aliás é o caso da Williams – é só eles chegarem na Mercedes e perguntarem quanto custa para ter a mesma especificação de motor da equipe de fábrica em todas as corridas.

A Mercedes pode falar não, assim como já falou para a Red Bull quando os austríacos estavam desesperados com o motor Renault.

Mas a Mercedes tinha medo da Red Bull, por isso disse não. Será que eles tem medo da McLaren?

A conferir…

Adauto Silva
Leia e comente outras colunas do Adauto Silva

AS - www.autoracing.com.br

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que contenham ofensas não serão aprovados pelo moderador.