F1 – Hulkenberg: A má sorte agora é um “motivo de riso”

Nico Hulkenberg

Nico Hulkenberg

Nico Hulkenberg diz que agora recorreu a simplesmente rir sobre a má sorte que sofreu em sua carreira de Fórmula 1, não tendo conseguido até o momento o seu primeiro pódio.

O piloto da Renault voltou a conquistar sua melhor colocação em quarto lugar no GP da Bélgica em 2016, terminando em nono lugar na classificação dos pilotos. Apesar de conseguir a pole position no Brasil durante a sua primeira temporada em 2010, ainda não teve um Top 3 em suas 115 largadas. Uma mistura de pouca confiabilidade e má sorte foi atribuída ao alemão por não conseguir um pódio na sua carreira de F1 até agora.

Refletindo sobre sua temporada de 2016 com a Force India – na qual o companheiro de equipe Sergio Perez foi duas vezes ao pódio em Mônaco e Baku – Hulkenberg disse: “Claro que foi decepcionante. Mas estou cansado de ficar frustrado por isso, então eu só vou rir. É só isso – não sei por quê. Não era para acontecer, é uma pena porque eu teria gostado obviamente de ter marcado um pódio para mim e para a equipe, é claro, mas não aconteceu!”

Várias oportunidades de marcar um pódio escaparam em 2016, principalmente no Brasil, onde Hulkenberg estava correndo na disputa por um possível pódio até que atingiu os destroços do carro de Kimi Raikkonen e mais tarde sofreu um furo de pneu, acabando em sétimo.

Outras oportunidades fugiram de Hulkenberg durante o ano, incluindo em Cingapura, onde ele foi a vítima infeliz de uma colisão na primeira volta, enquanto o carro de segurança na China e na Bélgica também prejudicou suas chances de uma subida ao pódio.

IB - www.autoracing.com.br

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que contenham ofensas não serão aprovados pelo moderador.