F1 – Horner: Red Bull deixa a Ferrari e Mercedes nervosas

Christian Horner

O chefe da equipe Red Bull, Christian Horner, disse que sua equipe faz com que as principais rivais da Fórmula 1, Ferrari e Mercedes, fiquem nervosas devido à sua natureza “rebelde”.

Com o ressurgimento da Red Bull continuando em 2018, com Daniel Ricciardo tendo duas vitórias no primeiro terço da temporada, Horner sente que sua equipe está começando a igualar seu ritmo de corrida e desempenho contra as equipes de fábrica da Ferrari e da Mercedes, e que abriu uma disputa de três equipes pelos títulos mundiais da F1.

Embora ambas as principais rivais tenham fortalecido os laços com suas equipes clientes, Horner está ansioso para ver sua equipe levar a luta às duas equipes de fábrica e ir ‘na contramão’.

O chefe da Red Bull sente sua presença como um líder regular, incomoda a Ferrari e a Mercedes, e está ansioso para continuar com esta tendência, junto com o apoio da equipe irmã Toro Rosso.

“Temos um irmãozinho na Toro Rosso e a Red Bull sempre foi um pouco uma equipe rebelde”, disse Horner à Sky Sports F1. “Ela sempre foi contra a corrente e nunca foi controlável pela Ferrari e pela Mercedes”.

“É provavelmente por isso que elas nos veem como uma ameaça, então é por isso que as deixamos nervosas”.

Horner sente que as equipes clientes da Mercedes produz menos disputa contra a equipe de fábrica devido a seus interesses, apontando para o incidente no GP de Mônaco, onde Esteban Ocon da Force India, um piloto júnior da Mercedes, pareceu abertamente permitir que Lewis Hamilton o ultrapassasse.

“Eles [Mercedes] estão certamente controlando, como você pode ver em Mônaco o que aconteceu lá, pois há muito controle sobre essa equipe [Force India]”.

IB - www.autoracing.com.br

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.