F1 – Horner: Punir Verstappen teria sido “incompreensível”

Christian Horner e Max Verstappen

Christian Horner, chefe da Red Bull, diz que teria sido “incompreensível” a FIA punir Max Verstappen por seu incidente com Charles Leclerc no GP da Áustria.

Quando lhe perguntaram qual seria a reação da Red Bull se Verstappen tivesse sido penalizado, Horner respondeu: “Não vale a pena pensar nisso porque, francamente, eles tomaram a decisão certa. É incompreensível pensar que eles teriam mudado o pódio após uma prova como aquela. Era exatamente o tônico necessário para a Fórmula 1”.

Horner afirmou que a Red Bull nunca duvidou que Verstappen não havia feito nada de errado e nem sequer considerou pedir ao holandês para devolver a posição a Leclerc.

“Nós estávamos completamente convencidos de que havia sido normal. Mas é claro que os comissários precisam analisar, e naquele ponto você não sabe. Porém, creio que Tom Kristensen e os comissários que estavam lá tomaram a decisão correta. Algum dia será contra nós, mas foi uma disputa dura e justa como deve ser na F1”.

Horner avaliou que o fator chave na absolvição de Verstappen foi o fato de ele ter chegado ao ponto de tangência da curva 3 antes de Leclerc.

“Ele estava na frente na tangência, naquele ponto a curva já era dele. Cabe ao outro piloto tirar o pé e tentar dar o troco, caso contrário não há o que fazer naquele ponto, a curva era dele. Foi assim que os comissários viram”.

 

LS - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.