F1 – Hamilton sobre aposentadoria: “Vai ser o dia mais triste da minha carreira”

Lewis Hamilton

Lewis Hamilton faz 35 anos em apenas alguns dias, mas o hexacampeão mundial não mostra sinais de abrandar em breve. Hamilton acredita que o dia em que se aposentar será o “dia mais triste” de toda a sua carreira, mas não dá nenhuma pista sobre quando isso acontecerá.

Quando as regras e regulamentos de 2021 foram anunciados em Austin no final da temporada de 2019 de F1, Hamilton afirmou que está ansioso para trabalhar com as mudanças e depois disse que se sente renovado depois de completar uma temporada de 21 corridas.

Apesar de o piloto da Mercedes não ter medo de encerrar a carreira, ele sabe que isso será inevitável. “Não tenho medo disso, mas já sei que será o dia mais triste da minha carreira”, disse Hamilton em uma conversa com a revista alemã Auto Motor und Sport.

“Acho que isso é o mesmo para todo atleta: você passou a maior parte da sua vida ali. Essa é a razão de eu fazer tantas outras coisas, para não ficar preso a um grande buraco”, prosseguiu o piloto da Mercedes.

Kimi Raikkonen é o último piloto a abrir o caminho para os competidores chegarem aos 40 anos. O piloto da Alfa Romeo entra no segundo ano do seu contrato na equipe e fará 41 anos antes do circo chegar a Abu Dhabi.

O pai de Hamilton, Anthony, revelou que pediu ao seu filho mais cinco ou seis anos na Fórmula 1. O próprio Hamilton não tem certeza de quanto tempo ele pode correr e parece estar levando a situação temporada por temporada.

“As coisas estão indo muito bem neste momento, mas ninguém pode prever quanto tempo vai ficar assim. Eu ainda me sinto incrivelmente em forma e quero adiar o momento (de aposentar) o máximo possível”, acrescentou o piloto inglês.

Clique AQUI para fazer suas apostas esportivas

EB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.