F1 – Hamilton: Precisamos de melhorias drásticas para Monza

Lewis Hamilton

Lewis Hamilton exige que a Mercedes encontre “algumas melhorias drásticas em nossa velocidade em retas” a tempo para o GP da Itália após ter sofrido com a Ferrari em Spa-Francorchamps, já que o atual campeão mundial de F1 teve que se contentar com o P2 atrás de Charles Leclerc em o GP da Bélgica.

Com Leclerc assegurando uma vitória emocional na F1, 24 horas depois da morte do amigo e piloto de F 2 Anthonie Hubert, ele escapou da perseguição no final de Hamilton e conquistou a vitória por menos de um segundo na bandeira quadriculada.

Mas com o piloto da Mercedes sofrendo em velocidade de reta em comparação com a Ferrari durante todo o fim de semana em Spa-Francorchamps, frequentemente 10 kph mais lento sem a vantagem do DRS na reta de Kemmel, Hamilton alertou para uma dor semelhante no próximo fim de semana no circuito de Monza de alta velocidade, que hospeda o GP da Itália.

E como a batalha em Monza será no próximo domingo, Hamilton está se preparando para outra corrida difícil em solo italiano.

“É tudo reta lá em Monza, então, provavelmente será um final de semana feliz para a Ferrari a esse respeito”, disse Hamilton. “Neste fim de semana perdemos mais de um segundo na classificação, um segundo por volta, então não há muito que eu e Valtteri possamos fazer nesse caso, e não há muitas curvas para alcançá-lo (Leclerc).”

“Nos próximos dias, precisamos fazer algumas melhorias drásticas em nossa velocidade em reta de alguma forma. Não sei se é possível, mas acho que se alguém puder fazer isso, é a nossa equipe. Nós faremos nosso melhor. Posição de largada importa demais.”

“Temos uma degradação ligeiramente melhor do que eles, então talvez, e é uma corrida mais longa, espero que possamos ter outra corrida disputada como a que tivemos neste fim de semana”.

Tendo perdido para a Ferrari pelo segundo ano consecutivo na Bélgica, Hamilton também pediu à Mercedes para aprender com seus erros e atacar mais forte as corridas após as férias de verão.

“Em retrospectiva, provavelmente trabalharemos mais para garantir que, quando voltarmos no próximo ano, comecemos com o pé direito”, disse ele. “Espero que a próxima semana comece com o pé direito e seja um final de semana mais tranquilo.”

“Obviamente, do meu lado, o sábado não foi útil [com a batida do TL3], então tentaremos melhorar isso no futuro. Temos algumas melhorias para tentar colocar no carro em quatro dias, por isso há muita pressão.”

Apesar de sua decepção por perder a vitória em Spa-Francorchamps, Hamilton ainda aumentou sua liderança no campeonato de F1 para 65 pontos com o rival mais próximo e o companheiro de Mercedes Valtteri Bottas terminando em P3, enquanto Max Verstappen da Red Bull abandonou após uma colisão na primeira volta com Kimi Raikkonen, da Alfa Romeo.

AS - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.