F1 – Hamilton pode se aposentar, ou não…

Hamilton nos braços da torcida em Silverstone 2017

Hamilton nos braços da torcida em Silverstone 2017

Lewis Hamilton insinuou que ele pode se afastar da F1 no final da temporada, enquanto também indicou que isso é altamente improvável.

O tricampeão mundial, muitas vezes um enigma envolto em contradição, ofereceu pouca certeza depois de vencer o GP da Inglaterra pela uma quinta vez igualando ao recorde.

O que ocorre fortemente, no entanto, é que o piloto da Mercedes se sente na forma de sua vida e sempre quis ser um vencedor.

“Além de estar com minha família, o momento mais feliz que tenho é quando tenho o carro no limite e isso nunca mudou”, disse ele a jornalistas após a corrida de domingo em Silverstone.

“Em termos de contratos e coisas, não posso realmente dizer o que vai acontecer dentro de seis meses.”

“Mas o que eu sei é que eu amo correr. Realmente, realmente sinto dentro de mim que estou guiando melhor do que nunca”.

Hamilton tem mais um ano e meio de contrato de Mercedes e agora está a apenas um ponto do Sebastian Vettel da Ferrari na classificação no meio da temporada.

Enquanto Hamilton encontrou o equilíbrio da vida que funciona para ele, atravessando o Atlântico entre as corridas e tendo um feriado na Grécia poucos dias antes de Silverstone, as perguntas são regularmente feitas sobre seu foco.

Também houve especulações de que ele poderia ir para a Ferrari.

Perguntado se ele estava falando que não sabia se ele ainda estaria na F1 dentro de seis meses, Hamilton procurou esclarecer.

“Não, só penso que na vida você não sabe tudo o que vai acontecer”, disse ele.

“Neste momento, eu adoro guiar e, em seis meses, talvez … é muito improvável, porque acho que sempre vou gostar de pilotar, sempre vou gostar de fazer coisas loucas”, disse o piloto de 32 anos .

Mais cedo, na coletiva de imprensa pós-corrida, ele disse que neste momento não vê razão em parar.

“Ainda estou gostando e ainda tenho um contrato com a equipe para pelo menos mais um ano, então eu pretendo ver isso no momento certo”, acrescentou.

Somente Michael Schumacher, com 91 vitórias, está à frente de Hamilton em vitórias, enquanto apenas quatro pilotos desde que o a F1 começou em 1950 ganharam quatro títulos ou mais.

“Mesmo ganhando outro campeonato, nunca será ‘OK, agora é hora de guardar as luvas’. Sempre vou querer ganhar mais”, disse Hamilton, cujo companheiro de equipe anterior, Nico Rosberg, desistiu imediatamente depois de vencer o título de 2016.

“Mesmo quando eu parar, algo dentro de mim dirá que ainda quero mais”.

REUTERS

AS - www.autoracing.com.br

Tags
, , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.