F1 – Hamilton domina o GP de Cingapura e amplia vantagem

Lewis Hamilton

Lewis Hamilton obteve uma vitória dominante no GP de Cingapura de 2018, enquanto outro erro tático da Ferrari tirou as chances de Sebastian Vettel. O alemão teve de se contentar com a terceira posição, atrás de Max Verstappen, da Red Bull.

Hamilton e Vettel fizeram ótimas largadas, com o pole position contornando tranquilamente as três primeiras curvas enquanto Verstappen se defendia de Vettel.

Atrás deles, Sergio Perez jogou seu companheiro de equipe na Racing Point Force India, Esteban Ocon, no muro externo da curva 3, eliminando-o da prova e provocando um período de safety car.

Porém, antes da corrida ser neutralizada, Vettel havia tirado proveito de uma saída melhor da curva 5 para se colocar ao lado de Verstappen e ultrapassá-lo na curva 7.

Após uma relargada sem incidentes ou alterações significativas, Vettel foi o primeiro a parar na volta 14 para colocar os pneus ultramacios. Foi um pit-stop que se revelou desastroso para o piloto da Ferrari, já que ele retornou atrás de Perez e passou duas voltas preso atrás do mexicano.

Enquanto isso, Hamilton e Verstappen pararam em voltas sucessivas para colocar pneus macios com a estratégia clara de ir até o fim sem pit-stops adicionais. Hamilton manteve a liderança, e apesar do motor de Verstappen ter falhado um pouco quando ele saiu dos pits, o holandês conseguiu segurar Vettel antes da curva 3.

O segundo incidente significativo da corrida ocorreu quando Perez perdeu a paciência com Sergey Sirotkin, que ainda não havia feito a troca de pneus, na volta 33 e jogou seu carro contra a Williams, sofrendo um furo de pneu e permitindo que Nico Hulkenberg ultrapassasse.

Quando Romain Grosjean tentou seguir Hulkenberg, os dois atrapalharam Hamilton, que estava chegando para colocar uma volta, permitindo que Verstappen entrasse brevemente na zona de ataque. No entanto, Hamilton conseguiu ampliar novamente sua vantagem para três segundos e se manteve fora de alcance até a bandeirada, terminando quase nove segundos à frente.

Enquanto Hamilton, Verstappen, Vettel e Bottas cuidaram de seus pneus até a chegada, houve uma batalha pelo quarto lugar nas últimas voltas quando Ricciardo se aproximou de Raikkonen, que por sua vez passou a ameaçar Bottas. Mas a ordem se manteve inalterada, com o finlandês da Mercedes cruzando a linha um segundo à frente.

Fernando Alonso garantiu a vitória da “classe B” para a McLaren, tirando vantagem de um primeiro stint longo com pneus ultramacios para ganhar as posições de Perez e Grosjean, e depois retornando à frente de Sainz quando ele fez seu único pit-stop na volta 38.

Atrás de Sainz, Charles Leclerc (Sauber) terminou em nono, com Hulkenberg completando os 10 primeiros após uma recuperação sólida depois de perder colocações na volta inaugural.

Classificação da prova:

Pos. Piloto Equipe Voltas Tempo/dif.
1 Lewis Hamilton Mercedes 61 1h51m11.611s
2 Max Verstappen Red Bull/Renault 61 8.961s
3 Sebastian Vettel Ferrari 61 39.945s
4 Valtteri Bottas Mercedes 61 51.930s
5 Kimi Raikkonen Ferrari 61 53.001s
6 Daniel Ricciardo Red Bull/Renault 61 53.982s
7 Fernando Alonso McLaren/Renault 61 1m43.011s
8 Carlos Sainz Renault 60 1 volta
9 Charles Leclerc Sauber/Ferrari 60 1 volta
10 Nico Hulkenberg Renault 60 1 volta
11 Marcus Ericsson Sauber/Ferrari 60 1 volta
12 Stoffel Vandoorne McLaren/Renault 60 1 volta
13 Pierre Gasly Toro Rosso/Honda 60 1 volta
14 Lance Stroll Williams/Mercedes 60 1 volta
15 Romain Grosjean Haas/Ferrari 60 1 volta
16 Sergio Perez Force India/Mercedes 60 1 volta
17 Brendon Hartley Toro Rosso/Honda 60 1 volta
18 Kevin Magnussen Haas/Ferrari 59 2 voltas
19 Sergey Sirotkin Williams/Mercedes 59 2 voltas
20 Esteban Ocon Force India/Mercedes 0 colisão

 

LS - www.autoracing.com.br

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.