F1 – GP de Austin enfrenta golpe financeiro após disputa do governo local

GP dos EUA

Austin enfrenta um golpe financeiro depois que o governo do estado do Texas se recusou a liberar os fundos que pagou ao local todos os anos pelo GP dos Estados Unidos da Fórmula 1.

O modelo de negócios para o Circuito das Américas e sua maior corrida é construído com base no pagamento anual do Fundo Fiduciário de Grandes Eventos, que sempre cobriu a taxa de sanção paga à F1 – o que torna o Grande Prêmio um evento “grátis”.

O dinheiro é pago meses após a corrida, em resposta a reclamações de residentes do Texas em 2011, porque deve-se mostrar que ele é proveniente da receita tributária recebida do influxo extra de visitantes gerado pelo evento.

A pista recebeu pagamentos de mais de US$ 20 milhões por ano desde 2012, e esperava receber US$ 25,8 milhões para a corrida de 2018.

Mas o estado rejeitou o pedido formal do COTA para seu pagamento de 2018 com um aspecto técnico legal, alegando que ele não apresentou um plano de prevenção de tráfico de seres humanos antes do prazo de 19 de setembro, um mês antes da corrida.

Este requisito está relacionado a uma repressão pelas autoridades do Texas sobre a prostituição.

Um porta-voz do governador do Texas, Greg Abbott, disse ao jornal Statesman: “Neste caso, a lei é clara: se um plano de prevenção de tráfico de seres humanos não for apresentado 30 dias antes de um evento, um reembolso do Fundo de Eventos Principais não poderá ser emitido”.

“O Estado do Texas e o COTA têm uma parceria produtiva que teve um tremendo impacto econômico na cidade de Austin e no estado como um todo, e nosso escritório já está trabalhando com o COTA na corrida do ano que vem”.

O vice-presidente executivo da COTA, Rick Abbott, respondeu ao desenvolvimento emitindo uma declaração via Twitter dizendo que um plano já havia sido implementado para a MotoGP.

“O plano antitráfico foi arquivado para outros eventos ao longo do ano, por isso não é uma questão de implementação”, disse ele.

“Em abril de 2018, a equipe de operações do Circuito das Américas desenvolveu um plano de tráfico de seres humanos para ser incluído no Plano de Ação de Emergência para o GP de MotoGP de 2018”.

“Esse plano permaneceu em vigor durante toda a temporada de 2018”.

Os treinos de pré-temporada já começaram e assim como nos últimos anos, convidamos você para acompanhá-los conosco aqui todos os dias a partir das 8 horas da manhã até às 2 da tarde ao vivo de Barcelona, de 18 de fevereiro até o dia 21. E depois de 26 de fevereiro a 1 de março. Tudo ao vivo e em detalhes para você ficar totalmente por dentro de como começa a temporada de 2019 da Fórmula 1!

IB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.