F1 – FIA se esquiva sobre danos causados pela tampa de bueiro

George Russell

A Williams procurará ser compensada pelos danos causados ao chassi de George Russell na sexta-feira. O piloto britânico atropelou uma tampa de bueiro que tinha sido solta pela Ferrari de Charles Leclerc.

“Parece que é uma coisa atrás da outra para a nossa equipe neste momento”, disse a chefe da equipe Claire Williams.

Ela não avaliou os danos causados, mas indicou que a equipe britânica em dificuldades vai procurar uma compensação. “É um pouco prematuro quantificar o custo, mas vamos fazê-lo e vamos claramente discutir isso com a FIA”, completou.

George Russell concordou: “Eu não estou ciente de todos os detalhes, mas vamos definitivamente discutir a situação com a FIA. Penso que a nossa equipe tem o direito de pedir uma indenização”.

O antigo piloto de F1 Mika Salo é um dos comissários deste fim de semana no Azerbaijão. Afirmou ele: “As coberturas foram reparadas durante duas semanas, mas já não sei mais nada”.

Salo disse ao jornal Ilta Sanomat que todas as outras 300 tampas de esgotos foram verificadas após o incidente de Russell. “Elas eram boas, mas aquela estava quebrada”, explicou o finlandês.

Em 2017, a Haas, de Romain Grosjean, foi danificada por uma tampa de bueiro na Malásia. O circuito de Sepang mais tarde compensou a equipe. Salo falou do incidente de Baku: “Não está de todo nas nossas mãos, cabe aos organizadores locais. Tudo isto não tem nada a ver com a FIA”.

EB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.