F1 – Ferrari merece continuar sem título

Sebastian Vettel – GP de Cingapura 2019

Colaboração: João Paulo Brandão

Com duas vitórias consecutivas e largando na pole position, Charles Leclerc tinha todas as razões para acreditar que tinha uma grande chance de uma terceira vitória consecutiva num circuito dificílimo de ultrapassar.

Ele tinha o ritmo, a consistência e a estratégia de pit sobre seus concorrentes. Mas, em um decepcionante retorno às tradições ferraristas, Maranello roubou-lhe a vitória com uma estratégia bizarra e a entregou a Sebastian Vettel outra vez, assim como fez contra Raikkonen inúmeras vezes nos últimos anos.

Vettel estava sem vitórias em 2019 até hoje, enquanto Leclerc conseguiu duas vitórias sensacionais e consecutivas que antecederam Cingapura. Alguns podem ter se perguntado se a equipe tinha um novo piloto, já que foram duas vitórias por méritos próprios aguentando uma pressão insana de Lewis Hamilton tanto em Spa como particularmente em Monza.

Mas a Scuderia enviou uma mensagem hoje: quando a escolha existe, a Ferrari continua escolhendo Vettel.

Nesse caso – como em outros -, a oportunidade da Ferrari veio com a estratégia de pitstops. Eles trouxeram Vettel primeiro e usaram o pit stop de Leclerc para colocar Vettel na liderança, prejudicando seu próprio companheiro de equipe. E depois ainda ordenaram que Leclerc não atacasse “levando o carro pra casa”.

A Ferrari criou um hábito desse tipo de absurdo estratégico há muitos anos. E no início da temporada não foi diferente, como no GP da China, quando forçou Leclerc a recuar para Vettel, porque Vettel achava que ele era mais rápido. Um ponto fraco, considerando que se ele fosse realmente significativamente mais rápido, não estaria atrás de Leclerc em primeiro lugar.

Também é difícil fingir que essa é uma mentalidade altruísta, “para a equipe”, e não para o ego de Vettel. Quando recebeu a mesma ordem durante seus dias na Red Bull, de não passar pelo companheiro de equipe Mark Webber pela liderança, ele ultrapassou de qualquer maneira. Tomou uma bronca, mas apareceu dias depois na equipe com seu advogado a “tira colo”.

Mas Vettel é o veterano, a superestrela, o garoto de ouro que ganha mais de USD 40 milhões por ano. A Ferrari precisa justificar isso e quis garantir novamente que Leclerc saiba disso. Mesmo se aborrecendo abertamente no rádio da equipe e nas entrevistas pós-corrida no início da temporada, a Ferrari ainda priorizava Vettel. Afinal, ele era o melhor piloto e aquele que realmente já tinha vencido corridas pela equipe.

Isso não é mais um ponto que eles realmente possam argumentar. Enquanto Vettel tem uma história mais longa com a equipe, Leclerc provou que ele é um dos pilotos mais talentosos do mundo e até ontem era o piloto que trouxe as únicas vitórias para Maranello este ano, apesar da política da equipe.

O próprio Leclerc provavelmente pensou que seria diferente depois de vencer duas corridas. Duas corridas, devemos observar, que Vettel estava tão mal que a Ferrari não teve chance de dar preferência a ele. Mas assim que a oportunidade apareceu, a Ferrari literalmente derrotou Leclerc, que é a esperança dela de um futuro melhor, sem qualquer cerimônia.

Ele compreensivelmente ficou irritado com a estratégia e zangado nas entrevistas. Ele tem todo o direito de estar. Se a Ferrari quiser manter um dos melhores pilotos do mundo competindo por eles, talvez não deva humilhá-lo sempre que o veterano autorizado “parecer mais rápido”. Ou, pelo menos, não o faça desistir de uma sequência de três vitórias apenas para alimentar o ego de Vettel.

A Ferrari continua igual.

Não aprende, mesmo sem vencer um título há 12 anos.

JP Brandão
Belo Horizonte – MG

Quer ver todos os textos de colaboradores? Clique AQUI

Os artigos publicados de colaboradores não traduzem a opinião do Autoracing. Sua publicação obedece ao propósito de estimular o debate sobre automobilismo e abrir um espaço para os fãs de esportes a motor compartilharem seus textos com milhares de outros fãs.

AS - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.