F1 – Ferrari encontra o caminho certo de desenvolvimento

Leclerc – Ferrari Áustria 2019

A Scuderia Ferrari parece ter encontrado avanço com seu programa de desenvolvimento para seu carro de Formula 1 de 2019, depois de ter perdido o caminho após o incômodo início de temporada. No entanto, os resultados recentes mostraram que a Ferrari foi bem sucedida em fazer alterações para curar as deficiências do seu carro.

A equipe de Maranello ainda não venceu uma corrida em 2019, seu último triunfo foi no GP dos Estados Unidos em 2018, graças a Kimi Raikkonen. Apesar de vários problemas, a Ferrari teve um bom desempenho em algumas das nove primeiras corridas da atual temporada.

No Bahrain, Charles Leclerc estava no caminho certo para conquistar sua primeira vitória na carreira antes que uma questão relacionada a super aquecimento do motor o obrigasse a tirar o pé e chegar apenas em P3. Em Baku, o monegasco controlou o fim de semana da corrida até o Q2, quando ele bateu nas barreiras, forçando-o a largar na corrida em P16. Em Montreal, Sebastian Vettel terminou em P1 na pista, mas uma punição polêmica após a corrida lhe negou a vitória do Canadá. Na Áustria, Leclerc conquistou a pole position de forma impressionante e lutou pela vitória até as últimas voltas da corrida, antes de ser ultrapassado por Max Verstappen a três voltas do fim.

Pela terceira vez consecutiva, a Ferrari vai apresentar novamente um pequeno pacote de novas peças aerodinâmicas no GP da Inglaterra deste fim de semana. Mattia Binotto, diretor da equipe, confirmou que a equipe não quer apenas aumentar o desempenho do SF90, mas também quer validar o sucesso do recente trabalho de desenvolvimento.

“Estamos trazendo mais algumas pequenas modificações aerodinâmicas à medida que continuamos a impulsionar o desenvolvimento do nosso carro. O fim de semana também será uma oportunidade para aumentar nossa compreensão do recente trabalho que fizemos, que nos fez fechar a lacuna para os nossos concorrentes em tipos específicos de pista”, disse o suíço-italiano.

Veja os principais desenvolvimentos realizados no SF90 para entender como a Ferrari reagiu com as atualizações depois de perceber que tinha um déficit de desempenho para a Mercedes.

GP do Azerbaijão
– um conjunto revisado de bargeboards
– uma asa traseira de downforce inferior específica para a pista
– assoalho modificado

GP da Espanha
– mudanças na asa dianteira
– tampa do motor revista
– unidade de potência atualizada
– combustível atualizado

GP do Canadá
– disco de freio de carbono revisado
– unidade de potência atualizada
– asa traseira modificada

GP da França
– uma nova asa dianteira
– freio dianteiro revisado
– assoalho modificado

GP da Áustria
– novas palhetas laterais
– disco de freio específico para a pista

Pode-se dizer sem medo de errar que a Ferrari tem um novo carro – em relação ao carro que estreou na Austrália – somente contando com os desenvolvimentos acima, sem contar outras alterações menores que foram feitas, mas não são visíveis ou foram divulgadas.

AS - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.