F1 – Ferrari demitiu Arrivabene para não perder Binotto

Mattia Binotto e Maurizio Arrivabene

A Ferrari precisou demitir Maurizio Arrivabene a fim de assegurar a permanência de Mattia Binotto. Essa foi a sugestão de Piero Ferrari, o único filho vivo do fundador Enzo Ferrari, nas páginas do jornal italiano Gazzetta dello Sport.

A equipe de Maranello demitiu seu chefe Arrivabene e colocou o diretor técnico Binotto em seu lugar. Um novo diretor técnico ainda não foi nomeado.

“Tudo aconteceu antes do Natal. Então, por várias razões, nós decidimos não revelar a decisão”, declarou Piero Ferrari.

“Eu não quero entrar em detalhes, também porque só posso falar como acionista, mas só digo que houve um confronto entre nós membros e no fim nós agimos no interesse exclusivo da Ferrari”, acrescentou ele.

O italiano supostamente está se referindo aos rumores de que uma disputa pelo poder entre Arrivabene e Binotto poderia ter provocado a saída do conceituado diretor técnico.

“A coisa mais importante que levamos em consideração foi garantir a continuidade técnica e poder contar com a vasta competência de Mattia Binotto como um aspecto fundamental para construir uma equipe forte”, concluiu ele.

 

LS - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.