F1 – Ecclestone: Críticas contra regras de 2021 são inevitáveis

Chase Carey e Bernie Ecclestone

Bernie Ecclestone diz que as críticas das fabricantes contra o regulamento de motores da Fórmula 1 proposto para 2021 são inevitáveis, e que as regras deveriam ficar como estão ou mudar muito mais radicalmente.

“O problema é que todas elas gastaram uma fortuna nestes malditos motores”, declarou Ecclestone ao site Autosport. “E elas não querem dizer aos seus conselhos ‘precisamos de mais alguns dólares porque temos de modificar os motores'”.

“Honestamente, acredito que eles deveriam fazer algo bastante diferente ou deixar como está. Tudo o que tinham de fazer era o que concordamos há três anos, acho que com Jean Todt, que era um fluxo de combustível maior, mais combustível no carro e 2 mil giros extras. É tudo o que era necessário”.

Ecclestone está cético em relação ao prospecto da Liberty Media, nova proprietária da F1, conseguir executar as alterações que deseja fazer na categoria.

“Eles não deveriam ter feito tantas previsões a respeito do que poderiam fazer”, acrescentou ele. “Deveriam ter aguardado para ver o que poderia ser feito. Estou certo de que o que eles tinham em mente e queriam fazer era bom. O problema é fazer”.

“Tudo o que realmente tínhamos de fazer era olhar quando a F1 era muito popular. Vamos fazer as regras daquela maneira. Eu não vi nenhuma diferença. As corridas estão melhores agora do que naquela época. Estamos esperando por isso há quatro anos, então é um pouco mais fácil quando há competição. Agora a Ferrari acordou, isso é bom”.

 

LS - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.