F1 – Ecclestone ainda não garante totalmente GP no Bahrain

bahrain.20103Apesar de ter sido confirmado no calendário de 2012, o GP do Bahrain ainda poderá ser cancelado, do mesmo modo que ocorreu neste ano. Quem garante é Bernie Ecclestone, preocupado com a instabilidade política e as atrocidades que vêm ocorrendo no local.

“Temos certeza de que isso não está acontecendo”, disse Ecclestone ao jornal The Guardian, quando questionado sobre relatórios que apontam que médicos que trataram os manifestantes feridos estavam sendo presos. “Na verdade havia um relatório feito, supostamente independente. O que dizia? Que houve alguns casos, ou algo assim”.

“Eu até queria ir até a prisão ou o hospital e perguntar o que realmente aconteceu. Eles disseram que não tem problema. O perigo que você corre é irem buscá-lo em uma limousine e levá-lo para o melhor hotel, para jantar e depois colocá-lo de volta no avião”, prosseguiu o chefe-executivo, que lembrou que a África do Sul já perdeu seu GP na década de 1980 por questões similares.

“Não é fácil. Mas onde quer que eu vá, no minuto em que você sai do avião, no momento em que entra no país de alguém, você tem que respeitar o modo de vida deles: sua religião, suas leis ou o que quer que seja. Não é correto ir entrando no país de alguém e tentar mudá-los. Se você sabe que algo está errado, fique longe”, opinou.

“Nós deixamos a África do Sul anos atrás por causa do apartheid. Testemunhei coisas lá que me chatearam, e pensei que aquele não era o caminho a ser percorrido. Eu espero que nós possamos ir para o Bahrain e que não haja nenhum problema”, completou Ecclestone, que lembrou de dificuldades ocorridas no Brasil e na Argentina.

“Nós já fomos para a Argentina, quando aconteceram grandes dramas por lá. No Brasil também, coisas ruins acontecem lá. Eu acho que você pode olhar para qualquer lugar agora e não há 100% de segurança, nem mesmo na Inglaterra”, finalizou.

EB – www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.