F1 – Di Grassi: Marko deveria defender corridas com cavalos

Lucas di Grassi

O ex-piloto de Fórmula 1 Lucas di Grassi descartou as alegações de Helmut Marko de que a Red Bull não entraria na série totalmente elétrica porque a equipe está cheia de “puristas de corrida”, e desafiou o austríaco a defender corridas de cavalos como faria com a F1.

Quando perguntado recentemente se a Red Bull estaria interessada em expandir para o mundo da Fórmula E, Marko descartou a ideia, descrevendo o esporte como “uma desculpa de marketing da indústria automotiva para se distrair do escândalo do diesel”.

Di Grassi ficou ofendido com os comentários de Marko, particularmente em relação à proclamação de que a Red Bull estava competindo como purista, e se fosse esse o caso, então o chefe da Red Bull deveria defender corridas de cavalos tanto quanto a F1.

“O Dr. Marko disse que ele é um ‘purista de corrida’. Para mim, é um argumento (que é) um pouco falso, porque depende muito do que isso significa para as pessoas”, disse Di Grassi ao site Autosport.

“Qual é exatamente esse pensamento? (Ele) defende corridas com cavalos em vez de carros? Se ele é um verdadeiro purista de corridas, ele deveria defender corridas com cavalos. Ou corridas com motores apenas a combustão, sem sistemas híbridos como a F1 é hoje em dia”, comentou.

“Ou carros com caixas de câmbio manuais completas, sem paddleshift, (como é) hoje em dia na F1 – é um argumento aberto. Esta é mais a sua opinião pessoal de dizer: ‘olha, eu não quero competir na Fórmula E, eu estou muito velho para isso e quero fazer corridas de combustão na F1′”, prosseguiu.

“A F1 ainda é a categoria mais importante do mundo do automobilismo, ninguém pode negar isso. Mas o futuro dos fabricantes é elétrico”, concluiu o brasileiro da Audi.

EB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.