F1 – Comissários orgulhosos demais para aceitar apelações, diz Sainz

Carlos Sainz

Carlos Sainz

Carlos Sainz acredita que os comissários da Fórmula 1 jamais permitirão que os pilotos apelem de decisões e penalidades porque são muito orgulhosos e não querem que sua credibilidade seja prejudicada.

Sainz recebeu uma penalidade de três posições para o GP da Rússia, depois de colidir com o Lance Stroll na corrida no Bahrain, com os comissários julgando o piloto da Toro Rosso ser o culpado.

“Eu obviamente fiquei bastante surpreso com a penalidade de grid. Eu pensei que eles iriam considerar como um incidente de corrida”, explicou Sainz.

Apesar de estar decepcionado com a decisão, Sainz não tem o direito de apelar ou falar com os comissários sobre a sua punição, que é final, e o espanhol duvida que isso vai mudar.

“Você vai para casa com a penalidade, você a recebe, não pode apelar, nada. É assim”, disse Sainz.

“Mesmo por orgulho, eles não mudariam de opinião, não acho que isso mudaria nada, mesmo se você tivesse a oportunidade de apelar, não é que de repente os comissários decidissem o contrário”.

“Eles tomam uma decisão e seguem com ela. Eles entendem que não mudariam a sua decisão, porque perderiam alguma credibilidade. Eles nunca vão mudar”.

IB - www.autoracing.com.br

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que contenham ofensas não serão aprovados pelo moderador.