F1 – Comentários pós corrida – McLaren – GP do Brasil 2017

McLaren-Honda

Fernando Alonso, 8º colocado
No geral, foi uma boa corrida para nós. Largamos em sexto, na primeira curva, chegamos ao quinto lugar, e depois terminamos nos pontos – um dos nossos melhores fins de semana. Eu tive um carro fantástico durante toda a corrida, mas, em última análise, eu simplesmente não conseguia ultrapassar. Não tínhamos velocidade suficiente nas retas. Eu estava muito, muito perto de Felipe algumas vezes na saída das curvas, e pensava que “agora é o momento que eu posso passar por ele”, mas, apesar de estar usando o DRS, ele estava se afastando. Ele foi muito consistente e cometeu zero erro. Além disso, sendo a última volta da última corrida de F1 de Felipe no Brasil, não sabia o quão duro ele defenderia! Na verdade, não tive chance de superá-lo. E eu tive que defender de Perez por trás, então fiquei feliz quando vi a bandeira quadriculada.

Stoffel Vandoorne, não completou
Definitivamente não foi a corrida que eu queria ter. Na verdade, fiz uma boa largada, depois tive uma boa luta com Ocon e Grosjean e quase passei por eles – quase tivemos um acidente quando todos se agruparam. Então, na curva 2, fiquei imprensado entre Magnussen e Ricciardo. Não havia para onde ir. Um fim infeliz para minha corrida. Na minha perspectiva, não havia em nenhum lugar que eu poderia ter ido para evitar o incidente. Definitivamente acho que hoje foi uma oportunidade perdida de marcar pontos. Nosso ritmo de corrida parecia realmente promissor na sexta-feira, e eu senti isso, com as condições da pista sendo tão boas hoje e depois de largar forte, tínhamos uma boa chance de terminar nos pontos. Uma pena.

IB - www.autoracing.com.br

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que contenham ofensas não serão aprovados pelo moderador.