F1 – Cláusula contratual não vai decidir o futuro de Verstappen

Christian Horner e Max Verstappen

Christian Horner, chefe da Red Bull, acredita que o futuro de Max Verstappen não será ditado por cláusulas contratuais porque seu piloto “acredita genuinamente” no projeto da equipe com a Honda.

Verstappen tem contrato com a Red Bull até o final de 2020, mas uma onda de especulações nas últimas semanas vem sugerindo que uma cláusula de desempenho poderia permitir sua saída após este ano.

Horner reconheceu que há “uma especulação enorme sobre o contrato de Max” e efetivamente confirmou a existência de algum tipo de cláusula de desempenho, mas disse que isso é uma prática comum em todas as grandes equipes.

“Há critérios de desempenho nos contratos de todos os pilotos de ponta, e isso provavelmente também existe nos contratos dos pilotos de Ferrari e Mercedes”, declarou Horner.

“A vitória na Áustria não muda nada no que nos diz respeito. E além de contratos, se você está mantendo um piloto só por causa de um pedaço de papel, não é o relacionamento correto”.

“Max acredita genuinamente no projeto que temos, na capacidade da equipe e no progresso e desenvolvimento da Honda. E ele confia nisso, independente de qualquer pedaço de papel. Ele gosta de estar na equipe e acredita em seu potencial”.

 

LS - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.